Educação a distância registra crescimento no estado do Pará

04/07/2018

Cruzeiro do Sul Virtual já possui 20 polos no estado e registra aumento na operação, com estimativa de 35% de crescimento na região até 2019

 

Cursos EAD estão crescendo em todo o Brasil. Dados do Ministério da Educação (MEC) mostram que, após a última resolução sobre a modalidade, publicada em junho do ano passado, o número de polos cadastrados cresceu cerca de 85%: passou de 7,1 mil para 13,2 mil. E a previsão, segundo pesquisa feita pela empresa Educa Insights, é que o ensino a distância corresponda a mais de 51% do mercado nos próximos cinco anos.

Com a estratégia focada na expansão do EAD, a Cruzeiro do Sul Virtual, reconhecida pela qualidade em educação a distância há mais de 15 anos, aumentou significativamente o número de polos inaugurados em diversos estados do Brasil. O Pará é um dos estados onde o crescimento pode ser observado. Atualmente, a região já conta com 20 polos de EAD da Cruzeiro do Sul Virtual espalhados por diversos municípios.

Segundo Carlos Coelho, gerente comercial da Cruzeiro do Sul Virtual, o crescimento do setor tem seus motivos. “Os cursos a distância reconhecidos pelo MEC oferecem qualidade e ainda trazem algumas vantagens aos alunos, como autonomia, flexibilidade de horário e intensa vivência digital. ”, diz Carlos.  “O avanço acelerado na região para a instituição nos últimos anos tem acontecido devido ao pouco acesso da população aos grandes players educacionais e também pela preocupação das pessoas com a capacitação profissional no mercado”, completa.

Apenas em Belém, a Cruzeiro do Sul Virtual conta com mais de 3.000 alunos matriculados em diversos cursos EAD. Para o estado do Pará, a meta da Instituição é dobrar o número de polos e aumentar o percentual de alunos em 35% até o primeiro semestre de 2019, sempre com foco na qualidade do ensino.

De acordo com Stanley Oliveira Alvarenga, mantenedor de sete polos de EAD no Pará, o crescimento do setor representa uma oportunidade principalmente para aqueles que não tinham acesso à universidade, muitas vezes em regiões muito afastadas dos centros. “Sabemos que há uma grande demanda de cursos em cidades onde o ensino presencial é limitado. A cidade de Anajás, onde inauguramos um polo recentemente, por exemplo, é um dos locais onde a população precisava viajar por horas de barco para conseguir chegar à cidade mais próxima e estudar. Por isso consideramos este trabalho tão importante”, comenta. “Com a expansão do EAD na região, queremos proporcionar a possibilidade de acesso ao ensino de qualidade com bom custo-benefício para esse público”, finaliza Alvarenga.

No último mês, a Cruzeiro do Sul Virtual inaugurou 31 novos polos em diversas regiões do Brasil. Três deles no estado do Pará, localizados nos municípios de Bragança, Marabá e Anajás. Assim, a Companhia vem proporcionando mais acessibilidade no ensino superior, com a capacitação constante de suas equipes de EAD. Prova disso é o encontro de mantenedores que acontecerá nesta quinta-feira (28/06), em Belém, que tem como objetivo trabalhar a gestão do polo de forma sustentável, pois, com o crescimento do setor, há muito cuidado com a capacitação dos representantes da IES.

Atualmente, a Cruzeiro do Sul Virtual tem mais de 100 mil alunos registrados na modalidade EAD. De 146 polos em 2015, a instituição registra mais de 470 polos até o momento. A expectativa para 2018 é de ter cerca de 800 polos em operação.