Cruzeiro do Sul Educacional realiza novas aquisições

13/03/2015

A Cruzeiro do Sul Educacional S.A comunica que a Faculdade São Sebastião, a Faculdade Caraguá e o Colégio Objetivo São Sebastião – Centro passarão a fazer parte do conjunto de instituições do grupo, juntando-se à Universidade Cruzeiro do Sul (SP), ao Colégio Cruzeiro do Sul (SP), ao Centro Universitário do Distrito Federal – UDF (DF), ao Centro Universitário Módulo (Caraguatatuba), a Universidade Cidade de São Paulo – UNICID (SP), a Universidade de Franca – UNIFRAN e ao Colégio Alto Padrão (Franca).

A Faculdade e o Colégio São Sebastião, fundados em 2003, e a Faculdade Caraguá, fundada em 2012, são consolidadas instituições de educação no litoral norte paulista e contam juntas com cerca de 2.200 alunos em mais de 20 cursos de educação básica, graduação e pós-graduação presenciais.

“A Cruzeiro do Sul Educacional tem apresentado crescimento exponencial e melhora contínua em seus indicadores acadêmicos de ensino e pesquisa. Este crescimento apresentou velocidade ainda maior nos últimos anos e a Companhia praticamente dobrou o seu tamanho, conseguindo somar ao seu portfólio mais duas instituições e marcas de reconhecido destaque no cenário nacional. Com a iminente incorporação das Faculdades Caraguá e São Sebastião, a Cruzeiro do Sul Educacional se consolida como o grupo de educação com os melhores indicadores acadêmicos do país, reforçando a sua estratégia de qualidade objetiva como diferencial”, declara Fábio Ferreira Figueiredo, Diretor de Desenvolvimento da Cruzeiro do Sul Educacional.

Em linha com a estratégia da Cruzeiro do Sul Educacional no cenário nacional de reunir instituições e marcas academicamente relevantes nos seus respectivos mercados, a Faculdade São Sebastião, a Faculdade Caraguá e o Colégio Objetivo São Sebastião – Centro destacam-se pelos seus ótimos indicadores junto ao Ministério da Educação (MEC) e reconhecimento por parte do mercado e de organismos avaliadores independentes.

Com esta incorporação, a Cruzeiro do Sul Educacional ultrapassará a marca de 105 mil alunos e passará a ser a 5ª maior companhia de educação do Brasil e, dentre as maiores, a melhor segundo todas as avaliações do Ministério da Educação.

A operação não está sujeita à aprovação do CADE.